As principais doenças do outono/inverno e como evitá-las

As doenças mais comuns nestas estações são as que atingem a garganta e o aparelho respiratório. Elas podem ser divididas em doenças contagiosas e alérgicas. Se tratadas de forma correta, essas doenças não têm maior gravidade, mas, quando se complicam, podem levar à morte. Por isso, é fundamental conhecer suas diferenças e ficar atento aos sintomas. Em todos os casos não tome remédios sem a orientação médica.

Gripe - é uma doença muito contagiosa. Ataca as vias respiratórias — nariz, garganta e pulmões — e é causada por um vírus chamado Influenza, transmitido pelo ar. Não existe remédio para curá-la, mas sim para aliviar seus sintomas. Se não houver complicações, tende a passar sozinha. Os sintomas são febre alta, dores musculares e articulares, dores de cabeça e inflamação dos olhos. A melhor prevenção é tomar a vacina todos os anos, principalmente no caso das pessoas idosas ou debilitadas por doenças crônicas. O tratamento inclui repouso, boa alimentação e remédios para aliviar os sintomas, como analgésicos, antitérmicos, descongestionantes e vitamina C.

Pneumonia - é uma infecção aguda que pode atingir os pulmões inteiros ou em partes. Os sintomas são tosse com escarro, dor no tórax, febre alta, calafrios, suor e palidez. Em geral é consequência de alguma infecção das vias respiratórias causada por vírus e/ou bactérias. Para prevenir deve-se tratar as doenças respiratórias, evitar ambientes fechados e repousar. Nos casos mais graves pode levar à morte. O tratamento pode incluir desde antibióticos até a hospitalização.

Rinite - é uma inflamação não contagiosa das mucosas do nariz. Geralmente é causada por alergias ou por reações à fumaça e outros agentes ambientais. Os sintomas são: nariz escorrendo, coceira nos olhos, no nariz e na boca, espirros e um pouco de febre. Evite mofo, poeira e permanecer por muito tempo em locais fechados. O tratamento inclui antialérgicos, descongestionantes, analgésicos e antitérmicos.

Sinusite - é a inflamação não-contagiosa e repetitiva da parte interna dos seios da face. Os sintomas são: nariz congestionado, dor de cabeça, febre e tontura. A sinusite pode ser provocada por reações alérgicas, viroses ou infecções bacterianas. O tratamento depende da causa e da gravidade do problema. Pode incluir analgésicos descongestionantes, antitérmicos, antibióticos e até cirurgias.

Laringite - é a inflamação da laringe — região da garganta onde estão as cordas vocais. Pode aparecer sozinha ou ser um sintoma de bronquite, ou de outras infecções respiratórias. Não causa muita dor, mas provoca rouquidão e tosse seca. Os causadores podem ser vírus, bactérias, bebidas geladas e agressões ambientais. Para prevenir é importante: não fumar, não compartilhar talheres e copos, dormir bem e repousar a voz. O tratamento inclui desde o repouso até o uso de antibióticos.

Asma - também conhecida como bronquite asmática, é uma doença que congestiona os brônquios, impedindo que o ar chegue até os pulmões. Os principais sintomas são a falta de ar e o "chiado" na respiração. Pode ser causada por uma reação alérgica ou por infecção das vias respiratórias. Para prevenir, deve-se ficar longe dos agentes alérgicos. Além da medicação preventiva, o tratamento pode incluir a famosa bombinha e a nebulização.

Bronquite - é uma reação inflamatória dos brônquios que impede o ar de chegar aos pulmões. Os sintomas são catarro, tosse seca, dor atrás do osso do peito, fadiga, mal-estar geral e febre. Os causadores da bronquite podem ser alergias, irritações causadas pela fumaça ou pelo fumo e infecções respiratórias. Nos casos mais graves a doença pode evoluir para uma pneumonia. O tratamento é feito com expectorantes — para eliminar o catarro —, inalação e antibióticos.

Faringite - é uma inflamação da faringe — área da garganta entre as amígdalas e a laringe. Os sintomas são a sensação de "garganta arranhada", febre, pus na garganta, dor de ouvido e dificuldade para engolir. A faringite que acontece subitamente (aguda) é causada por bactérias ou por vírus. Já a faringite que dura um longo tempo (crônica) ocorre quando uma infecção se espalha de outro lugar para a faringe. O tratamento inclui analgésicos, pastilhas, antitérmicos e, eventualmente, antibióticos.

Texto adaptado do site: http://www.oieduca.com.br/artigos/saude/doencas-de-outono.html 

Publicado em 05/04/2018 18:49

EVENTOS

Veja mais...

IPSEMG IPSEMG - Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves - Rodovia Papa João Paulo II, nº4001 - bairro Serra Verde - 3º e 4º andares do prédio Gerais
Belo Horizonte/MG - CEP: 31630-901
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades, Política de privacidade  Telefones de contato