Lixo na pia da cozinha

 

Fui na casa da minha mãe e a discussão começou: é higiênico ou não ter lixinho de pia? Embora ele seja usado na maioria das vezes para jogar restos de comida, a ideia de ter resíduos na pia provoca repulsa ou aquele "nojinho" em algumas pessoas.  Já outras preferem ter o acessório no local por praticidade e não veem problema algum no hábito. Mas será que ter um lixo na pia da cozinha provoca ou aumenta o risco de contaminação por bactérias?

Para Paulo Olzon, clínico geral e infectologista da Unifesp, a preocupação é desnecessária. "O lixo orgânico não apresenta bactérias patogênicas capazes de provocar diarreia ou virose", afirma.  Segundo o especialista, para ter uma contaminação grave a ponto de gerar uma virose, a pessoa que cozinha ou faz uso do local precisa entrar em contato com outra que tem alguma bactéria ativa. "Você transmite uma doença na medida que o indivíduo tem bactérias que provocam virose, diarreia e vômito. Não é tão simples assim ser contaminado e ficar doente. Às vezes, esses alardes deixam as pessoas mais neuróticas em vez de conscientizar sobre doenças."

Lave as mãos sempre que mexer com lixo
 

Na opinião de Atalanta Ruiz Silva, infectologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, o lixo da pia deve ser trocado toda vez que se manusear alimentos e jogar resíduos no recipiente. "Não há problema em tê-lo no local. O que não é aconselhado é deixa-lo muito tempo ali, sem jogar os restos de comida fora. Isso faz com que aumente a proliferação de mosquitos e odores", diz. O mais importante, segundo Silva, é ter uma rotina de higienização das mãos depois de mexer com a lixeira. "Após jogar tudo fora, volte ao local e lave bem as mãos com detergente. Nunca cozinhe e mexa no lixo ao mesmo tempo.

As mãos são fontes de contaminação e podem levar micro-organismos para a comida, caso as cascas ou alimentos tenham alguma bactéria ou microorganismos", explica.  Além disso, priorize sempre a lavagem da lixeira depois do descarte dos alimentos. O ideal é que se faça isso todos os dias e finalize com a limpeza da pia com água e sabão.  Embora o lixo na pia não provoque doenças graves, para Leonardo Weissmann, infectologista e consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia, o melhor é ter uma lixeira que tenha pedal e não fique sobre a pia da cozinha. "Opte por lixos em que o indivíduo não precise usar as mãos para manusear os restos de comida e sobras", pondera. 

Weissmann reforça ainda que se a pessoa puder e tiver tempo, é recomendável higienizar a pia e o local onde o lixo estiver, com água sanitária no fim do dia. "Deixar sempre o local limpo é o ideal para evitar contaminação de bactérias, principalmente próximo ao local de preparo das refeições", finaliza.

Fonte: Viver Bem - Uol

https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2019/01/18/tem-problema-ter-lixo-na-pia-da-cozinha-ou-aumenta-o-risco-de-bacterias.htm?utm_source=chrome&utm_medium=webalert&utm_campaign=vivabem


 

Publicado em 18/01/2019 10:49

EVENTOS

Veja mais...

IPSEMG IPSEMG - Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves - Rodovia Papa João Paulo II, nº4001 - bairro Serra Verde - 3º e 4º andares do prédio Gerais
Belo Horizonte/MG - CEP: 31630-901
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades, Política de privacidade  Telefones de contato